O que fazer com crianças que mordem

#fullpost{display:none;}

Ai, que vontade de morder

Conteúdo:
Identidade e Autonomia

Objetivo:
Lidar com crianças que mordem.

Desenvolvimento :

Para que as mordidas não aconteçam
Estimule situações comunicativas, pois o uso progressivo da fala e de outras formas de comunicação vão, aos poucos, substituir as dentadas.
Garanta que haja variedade de material, principalmente dos brinquedos preferidos. Dessa forma, há a possibilidades de escolha para todos, evitando-se assim as disputas.
Esteja sempre por perto na hora em que o grupo compartilhar brinquedos.
Evite situações que irritam ou cansam as crianças, como fome, sono e longos períodos de espera entre uma atividade e outra.
Se houver uma que costuma morder com mais freqüência, fique próximo dela. Certamente ela vai se sentir mais constrangida com um adulto por perto.


Mas, se elas acontecerem
Antes de tudo, cuide de quem sofreu a mordida e o acolha.
Se quem mordeu tiver mais de 3 anos, chame-o para ajudar a cuidar do machucado que causou e assim conhecer as conseqüências de sua ação. Não brigue, mas seja firme e explique que isso não é uma coisa boa de se fazer porque causa dor.
Analise os contextos e a freqüência desse comportamento e investigue as causas.
Nunca estigmatize a criança tornando-a a mordedora do grupo.
Ao contrário, procure ajudá-la a mudar de atitude.
Ao avisar os pais de quem sofreu a mordida, não revele o nome do colega que causou o machucado, mas explique as providências tomadas.
Já os familiares da que mordeu só devem ser comunicados se o comportamento se repetir com freqüência.


Author: madududa

6 thoughts on “O que fazer com crianças que mordem

  1. Nao concordo. Acho que os pais devem saber logo na primeira mordida que seu filho der. Se a conversa é a melhor solução e, isto eu concordo a conversa nao pode ser tardia .

  2. Concordo com você, os pais devem saber sim que seu filho esta mordendo assim também podem ajudar, observando se faz em casa e também conversando com ele, existem casos que começa em casa mordendo os irmãos, conversando com os pais poderemos descobrir se existe outro motivo para as mordidas acontecerem.

  3. Como pedagoga acredito que o pais devem ser informados desde a primeira mordida e SEMPRE que ocorrer e não SÓ se ocorrer com frequência

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *